Casal Natureba - Alimentação e Estilo de Vida

2017 - o Ano mais louco de nossas vidas!

Chegamos ao final de 2017, e gostaria de fazer uma reflexão à respeito do que foi este ano para nós.

Este texto não será curto e não tão agradável e "alto astral" quanto gostaríamos (sempre fazemos questão de gerar um conteúdo alegre e positivo).

Este post, se não lido até o final, pode resultar em um mal entendido e passar uma impressão diferente da que gostaríamos. Peço que leia com acarinho, e atenção e respeito (ou apenas não leia, rs, mas também nao tire conclusões precipitadas).

Começo dizendo que foi um ano não muito agradável, porem necessário e que trouxe grande aprendizado.

Boa parte deste post será à respeito de um assunto que realmente não gostamos de falar, mas neste caso é inevitável.

Logo no início de janeiro fomos surpreendidos com a confirmação de que participaríamos de um Reality onde realizariam o casamento dos nossos sonhos, tudo exatamente do jeito que gostaríamos. A espera para esta confirmação já se estendia desde dezembro, quando fomos convidados para participar, e apesar de nunca ter pensado em festa ter uma de casamento nem nada do gênero, concluímos que seria muito importante aceitar o convite e aproveitar a oportunidade para falar sobre assuntos que consideramos de extrema importância (Veganismo, orgânicos, não desperdício de alimentos, gerar o mínimo de lixo possível, etc) e mostrar em rede nacional como é possível colocar em prática tudo isso que vivemos no dia a dia(e compartilhamos por aqui).

Enfim, a felicidade era imensa, nos sentíamos realizados. Começamos então à convidar nossos amigos, incluindo pessoas que participam do Veganismo de alguma maneira (boa parte dos Veganos que você segue estavam em nossa festa).

A correria era enorme, e a falta de organização da produção nos deixava em pânico, mas, no fim tudo "rolou", (não vamos entrar nestes detalhes aqui e agora.)

Começam as gravações, e nós não tínhamos acesso à nada, mal entendíamos o que estava acontecendo, já que o programa ainda nem existia, não tínhamos nem ideia do que seria, além do que nos disseram quando estiveram aqui em casa. Disseram que seria um programa diferente, classe A, sem baixaria, apenas para mostrar que é possível realizar qualquer tipo de casamento.

Foram dias de gravações, principalmente para a Cris.

Tinha que falar o que eles pediam, tipo atuar em alguns momentos, era estranho. Ok, "aceitamos atuar", devido à algumas razões comove ingenuidade, não ter a menor ideia de como a cena seria usada (inclusive porque nos diziam que seria usada em outro tipo de contexto) e também o fato de querer "jogar o jogo" pensando em um bem maior, que nos motivou aceitar particapar e persistir. É importante lembrar que gravamos muitas cenas legais, onde explicamos detalhadamente sobre Veganisno e outras coisas, e ninguém nos avisou que praticamente todas estas cenas seriam descartadas e usariam apenas as que fossem convenientes para gerar algo de tamanho mal gosto.

Mas o clima era legal. Todos pareciam nos adorar e em momento algum rolou qualquer desentendimento.

Minha coluna travou no dia do casamento, ou seja, não sabia se conseguiria ir à festa, mas após uma tarde no quiropraxista tudo se resolveu. Consegui ir à festa (mancando e com muita dor, mas consegui). Que Zica, né? rs

Na hora tudo foi mágico e muito emocionante, estávamos anestesiados pois depois de toda a loucura dos últimos meses nós nem entendíamos mais o que estava acontecendo, adrenalina a mil por hora, que nem deu tempo de prestar atenção aos detalhes...afinal era o nosso Casamento. Encontrar nossos amigos e familiares, as pessoas mais importantes das nossas vidas reunidas em um só lugar foi muito emocionante.

A "festa" foi bem legal dentro do possível, pois acabou sendo focada totalmente em gravar as cenas necessárias e não em aproveitar a festa e os convidados, inclusive nem conseguimos cumprimentar ou ver muitos deles, simplesmente terminaram de gravar, tchau todo mundo, acabou a festa, que nem começou (também não entraremos nestes detalhes aqui e agora, até porque se não explicar muito detalhadamente e colocar tudo dentro de um contexto, pode parecer que estamos reclamando de barriga cheia, realmente entendo quem pense desta maneira, mas, vai por mim, você não diria isso se soubesse da história toda), mas enfim...fomos presenteados com uma viagem de lua de mel maravilhosa para Mauritius. Tudo parecia um sonho.

No dia seguinte houve um stress, pois durante a gravação da festa a produção colocou doces não veganos (dizendo ser veganos, sem nosso conhecimento, claro) na festa e alguns amigos veganos (incluindo crianças que nunca tinham ingerido nada de origem animal) comeram sem saber, até que descobriram (desconfiaram, e fizeram a produção assumir). Tenso...

Nossos amigos fizeram de tudo para que esta história não chegasse aos nossos ouvidos durante a festa, já que era o nosso momento e não deveríamos nos preocupar. Nos contaram meio por cima, mas disseram para não se preocupar, pois já tinha sido resolvido. É bom lembrar que além da maioria dos convidados serem veganos, muitos são intolerantes à lactose, por exemplo.

O dia seguinte, que deveria ser nosso dia, foi bem estressante por conta desta situação, foi algo bem humilhante para nossos amigos e para nós também, é claro. E já se tornou uma situação onde pensamos - Putz, vou lembrar pra sempre deste incidente se assosciar ao nosso casamento, que deveria ser uma ótima lembrança (daquelas onde temos orgulho em ver e rever o álbum de fotos).

Uma coisa foi levando a outra e vários podres começaram a aparecer.

Já tínhamos relevado várias coisas que haviam sido combinadas e contratadas e na hora foi feito totalmente diferente e contra nossa vontade, fomos juntando várias peças que a adrenalina e correria do dia anterior e dos dois meses insanos de preparação íamos deixando passar. Incluindo o desrespeito absurdo para com os pais da Cris, e tantas outras coisas que se for entrar em detalhes aqui não vai ter como.

Mas ok, sabemos como é televisão (sabia que era falso e sujo, mas não tanto, nem de longe), todo o stress e loucura vai compensar, pois gravamos cenas ótimas, tem muito material legal, tivemos muita abertura para falar sobre Veganismo e os outros temas que fazem parte da nossa luta, e isso foi incrível, pois nosso foco não era o casamento em si, e sim poder fazer nosso ativismo, levar informação para lugares onde nunca se ouviu falar de Veganismo, mostrar que é possível e que hoje existe opção para tudo que imaginar, que não precisamos explorar animais, nem destruir o meio ambiente para viver, tudo passado de maneira clara, em uma linguagem simples e acessível, sempre ilustrando o que é Veganismo, porque damos preferência para coisas não descartáveis, que hoje muita gente sofre com intolerâncias, assim como a Cris, etc. Este foi o combinado desde o primeiro contato com eles (eles que nos convidaram para participar, nunca nos inscrevemos nem nada do gênero)

Agora chegou fevereiro e tudo começa a ficar legal, vários shows com a banda, os amigos mais próximos do que nunca, vários projetos e parcerias com o Casal Natureba.

Nossa viagem para Mauritius foi no final do mês de Maio, e foi perfeita, como vocês podem ver no YouTube, foi realmente uma experiência única e transformadora.

Voltamos para o Brasil com outra energia, totalmente renovados, cheios de novas idéias. Parecia que nada era capaz de nos deter.

Mês de junho e descobrimos acidentalmente, na quarta à noite, através de amigos, que nosso episódio seria exibido no sábado (a produção não nos avisou).

Já achamos muito estranho...

Quando vimos a chamada do casamento, totalmente tendenciosa (uma cena que foi gravada em outro contexto, em meio a brincadeiras, estava ali como cena principal e totalmente distorcida) já pensamos que não viria coisa boa dali.

O apresentador postou o vídeo desta chamada e começou a curtir os comentários de quem nos xingava, inclusive de um cara que chamou a Cris de "galinha" (claro que sem conhecê-la). Bem estranho e antiético, para não dizer o que realmente tenho vontade.

Mas, como gravamos tanta coisa legal, explicando sobre varias coisas e tal, sabíamos que era quase impossível transformarem tudo aquilo em algo ruim, mas...

Estávamos tão felizes, (receosos pela chamada, mas empolgados, pois esperamos tantos meses por estes momento) então nos sentamos para assistir ao episódio e levamos então aquele baita soco no estômago.

Neste momento nós vimos mais uma vez onde a maldade humana é capaz de chegar para conseguir dinheiro e audiência. Um dia, quem sabe, a gente conte detalhadamente (isso aqui não chega a ser 1%), mas já aviso que é de revirar o estômago (e todos os envolvidos na produção, exceto nós, sabiam exatamente o que estavam fazendo e quais serão as consequências).

Durante a exibição chegavam centenas de mensagens sem parar. Só abrimos depois que o programa terminou.

Muitas mensagens eram legais, de pessoas agradecendo, dizendo que não conheciam o veganismo e iriam tentar (na verdade foi muito além disso, pois tudo tem seu lado bom, por pior que seja - falaremos também sobre o lado bom). Mas muitas, inclusive de seguidores, eram cruéis (realmente de baixo nível). Incrível como a grande maioria esmagadora dos perfis que vieram nos xingar estão inundados de mensagens religiosas e fotos de Jesus, sempre dizendo que devemos amar uns aos outros.

E assim continuou durante os próximos dias (também as mensagens boas, claro), e assim continua até hoje, diariamente.

Amigos começam a desaparecer, "telefone para de tocar", Cris volta a ter crises de pânico após muitos anos.

Ver sua imagem ser destruída na televisão não é fácil. Pior ainda é ver pessoas que não te conhecem te julgando, inclusive muitos veganos (sendo que demos a cara a tapa por esta causa inúmeras vezes).

Sei que muitos vão dizer para nem falar mais sobre isso, já que é desagradável, mas não dá, e não quero, porque não é certo deixar passar e não falar nada. É a NOSSA vida, foi o NOSSO casamento e é a NOSSA imagem. Além de nossa vida pessoal, nossa imagem como Casal Natureba, construída com muito amor ao longo dos anos, ajudando muita gente, através de posts, de horas e horas de conversa, de apostilas, vídeos, cursos, palestras, etc, 5 anos dedicando nossas vidas a isso, foi totalmente distorcida (a questão não é apenas parecer antipático, pior do que isso é parecer uma pessoa cheia de frescuras, que não come tais coisas apenas porque não gosta). Nada condiz com aquela imagem nossa que eles criaram, nada, não somos aquele casal. E mesmo que fosse, não vejo problemas, mas simplesmente não somos, e cada post, cada vídeo e cada resposta aos comentários prova isso (apesar de não precisar provar nada para ninguém).

Nos calamos no início e depois fizemos Stories explicando um pouco algumas coisas. Todos os envolvidos (apresentadores, diretor, etc) assistiram, mas nem uma mensagem de apoio/suporte ou ao menos um esclarecimento. NADA.

Meio de Junho, Julho, Agosto, Setembro, Outubro, Novembro e Dezembro - passamos boa parte dos nossos dias nestes últimos quase 7 meses tentando lidar com a situação toda.

Mas precisamos dar um basta e retomar as rédeas de nossas vidas, afinal já tem mais de 1 ano que a história toda começou e isso nos sugou todas as energias possíveis e imagináveis.

Hoje a Cris respondeu com todo o carinho os últimos xingamentos no YouTube (sim, não sei de onde a Cris tirou forças para fazer desta maneira por todo este tempo, mas ela é assim, por mais que esteja destruída com tudo isso, e desta maneira muitas das pessoas que vieram xingar entenderam e pediram desculpas e hoje estão aqui entre os seguidores).

Digo que respondeu aos últimos pois não fará mais, precisa se desligar disso, e todas as respostas às perguntas já estão respondidas na descrição do vídeo, no tópico fixo e nos comentários respondidos um por um).

Fim deste capítulo (peço desculpas pelo texto, que não é algo positivo e amoroso como gostamos de postar diariamente, mas seria uma atitude hipócrita descrever o nosso ano sem mencionar este caso, e também porque acreditamos que vocês, amigos e seguidores, merecem saber a verdade).

O lado positivo foi receber mensagens positivas de todas as partes do Brasil. Pessoas de todos os estados que nunca tinham ouvido falar em Veganismo. Pessoas lindas que conhecemos e se tornaram amigas. Pessoas que se afastaram porque realmente não acrescentavam em mais nada, ciclos se fecham. Soube de muitos restaurantes veganos que abriram após a exibição do programa.

Fui fazer um show no Paraguai com minha banda em Julho e fui reconhecido, rs. E todas estas pessoas foram amigáveis e se mostraram curiosas à respeito do Veganismo e do nosso estilo de vida (que vai muito além de Veganismo).

Difícil sair de casa e não ser reconhecido em algum momento, e isso e algo realmente estranho, mesmo para quem já convive em um meio artístico, especialmente por estar ligado à algo que nos fez tão mal. Mas o lado positivo é saber o quanto contribuímos para esta causa tão nobre.

Mas é tenso,apenas feche os olhos e tente se imaginar recebendo mensagens de ódio diariamente por algo que você não fez, vai por mim, não é fácil. Após esta situação eu aprendi a não julgar o "amiguinho" que está metido em algum escândalo, ou cyberbullying, ou até mesmo a garota que alguém vazou nudes (ok, esta eu já não julgava, mas é bom lembrar destes casos e pedir para as pessoas buscar colocar em prática aquela história de amor ao próximo). Sempre que vocês se depararem com uma situação dessas, tentem entender o outro lado da moeda. Vai por mim, não é fácil se expor.

Mas, após a tempestade sempre vem a calmaria, e o que não mata te fortalece.

Hoje nós entendemos muitas coisas, inclusive um pouco de como a Mídia realmente funciona (que vai muito além do que achávamos que sabíamos), e isso nos torna mais fortes do que nunca.

Se fosse para "voltar no tempo" deixaríamos de participar deste Reality? Parte de mim diz que não participaria, mas outra parte de mim sabe que esta foi a única maneira de aprender o que aprendemos, e que é algo que tínhamos que passar, era nossa missão, e sabemos que ajudamos muitas pessoas ao passar por esta situação (alguém teria que passar por isso, em nome da causa). E hoje faz parte da nossa história.

Sim, o ano do Casal Natureba foi, em partes, "roubado" por esta história, mas também continuaram os estudos da Cris em relação a tudo que é passado aqui, nos cursos, consultorias, etc, e também nasceram novos estudos, que serão sempre compartilhados com vocês.

Agora estamos aqui colocando a casa e a cabeça em ordem para começar 2018 com o pé direito. Esperamos que o próximo ano nos traga um pouco mais de felicidade, mas, se tiverem (e provavelmente terão) novos obstáculos, fazer o que, vamos encarar e pronto.

Let's Rock!

Muito obrigado à todos os que nos apoiaram e nos apoiam diariamente, vocês nos fazem continuar ❤️❤️❤️


Posts em Destaque
Posts Recentes