Casal Natureba - Alimentação e Estilo de Vida

Desperdício de Alimentos x Fome

Poucas coisas me entristecem tanto quanto ver comida se transformar em lixo.

Eu (Natan), tenho 29 anos, e vi muita coisa mudar desde a minha infância. Descartar algo, ou alguém, é algo mais comum do que nunca. Descartamos antes de tentar consertar ou buscar alguma solução.

Quando falo sobre desperdício de alimentos o assunto é muito amplo e são necessárias muitas

reflexões. Exige uma mudança de paradigma.

A primeira coisa que precisamos pensar é que são desperdiçados anualmente cerca de 1,3

bilhão de toneladas de alimentos em todo o mundo, segundo o bancodealimentos.com.br.

Por quê isso acontece? É possível mudar este cenário?

Acredito que qualquer mudança significativa (e real) em nossa sociedade é fruto de uma boa

educação e acesso à informação. É necessário que pessoas estejam conscientes, fora da

Matrix, ao invés de viver no piloto automático.

Não estou aqui para julgar e muito menos para me colocar acima de alguém. Minha única

intenção é compartilhar o meu (tão pouco) conhecimento e consequentemente aprender com

outras pessoas que estão nesta mesma busca. Sempre lado a lado.

Pesquise! Questione! Não siga ninguém cegamente!

Citarei alguns pontos que ajudaram em minhas reflexões ao longo dos anos.

🌿 Existe um ciclo na natureza, onde, por exemplo, é necessário preparar um terreno, plantar,

cuidar e colher (se tudo der certo, caso contrário é preciso tentar novamente). Mas, estamos

muito distantes desta realidade. Se queremos uma fruta, basta ir ao mercado, escolher se

queremos maior, menor, já descascada ou não, e pronto. Mesmo que a fruta não esteja na época.

Parece algo óbvio, e realmente é. Também é simples (mas não simplório). Mas, quando

realmente entendemos e sentimos, de maneira verdadeira, o que é este ciclo, a chance de

descartar a toa diminui significativamente.

🌿 Será que este alimento não está bom o suficiente para ser consumido?

Um funcionário de um grande supermercado (muito conhecido aqui em São Paulo) me contou

que muitos alimentos são descartados frequentemente. Quantidade capaz de encher um

caminhão simplesmente vão para o lixo. Alimentos que ainda estão em ótimo estado, apesar

de não terem mais valor comercial (por ter um machucadinho ou algo assim). Ele me contou

que chorava ao presenciar estas cenas.

Iniciativas como o Pegue e Leve estão presentes em alguns estabelecimentos. Isso mesmo,

aquele tomate que ninguém quer comprar pode ser seu, custando apenas zero reais

Ainda vejo um preconceito por parte de um grupo de pessoas, que acredita que pegar "restos"

é algo imoral, mas sinceramente não vejo desta forma. :)

Foto @casalnatureba - Alimentos que vieram do Pegue e Leve do @institutochao

🌿 Aproveitar ao máximo cada alimento.

Por exemplo, é comum comprar beterraba e descartar suas folhas. Por quê?

Também é comum encontrar beterrabas já sem as folhas, já que raramente são aproveitadas e

vão parar no lixo.

A folha da beterraba pode ser muito bem aproveitada por diversas razões, assim como outros

talos, folhas e sementes que costumamos descartar.

Já prestou a atenção em quanto alimento é desperdiçado em restaurantes?

No Brasil um estabelecimento é proibido de doar a comida que sobrou, já que acreditam que

este alimento não estará em boas condições podendo até mesmo causar danos à pessoa que

receber esta doação.

Independentemente do que acho a respeito deste assunto, acredito que existem formas de

evitar o desperdício. Desde pequenos gestos como colocar no prato apenas o que você irá

comer.

Restaurantes foram apenas um exemplo.

Foto - Google.com

Há muita gente passando fome neste planeta, muita mesmo, e são inúmeras as razões

responsáveis por este cenário tão inaceitável.

Será que não há comida para todos?

Não há como não falar sobre veganismo, já que basicamente desmatam áreas como a Amazô

nia para criar gado ou para plantar soja, que servirá como ração para gado, que alimentará

apenas uma parcela da população. Além de destruir rios e desperdiçar tanta água, destruindo

o meio ambiente.

Resumi aqui em um parágrafo, mas obviamente o buraco é muito mais embaixo e há muito

material disponível na internet, inclusive excelentes documentários a respeito deste tema. (Listamos alguns deles em uma série de posts aqui no Blog).

Infelizmente não darei soluções práticas sobre como acabar com a fome do planeta, mas sei

que a mudança deve partir de nosso interior, de maneira verdadeira. E sei que mesmo um

pequeno gesto pode significar muito, principalmente se servir como exemplo para outras

pessoas. A mudança é de dentro para fora.

A partir de pequenas reflexões você encontrará respostas e também pessoas que também estão neste caminho, e seguirão lado a lado, pois não estamos sozinhos. 🙏

🌿 Enquanto isso podemos fazer nossa parte no dia a dia e também podemos apoiar iniciativas lindas mundo afora, como é o caso do lindo projeto da amiga Gabi Mahamud. #orgulho ❤️ O @goodtruckbrasil é um Foodtruck que recolhe e prepara alimentos que seriam descartados e serve à pessoas em necessidade. ❤️ Nasceu da vontade de levar comida de qualidade a quem não tem o que comer, recolhendo e preparando alimentos não manipulados de restaurantes e supermercados. Dessa forma impactando positivamente dois problemas sociais, ambientais e econômicos, minimizando o descarte de resíduos e ajudando a combater a fome de forma digna e saborosa. Mais aqui e aqui ❤️❤️❤️

🌿 Com o Casal Natureba, sempre que possível participamos de ações, tanto nos bastidores, quanto nas ruas, seja levando alimentos e roupas até moradores de rua, seja conversando, ouvindo o que as pessoas tem a dizer, o que as levou até onde estão hoje, um pouquinho de carinho e atenção. Mas isto é assunto para outro dia.

🌿 Recentemente assistimos ao Documentário "Massimo Bottura: Teatro da Vida" na Netflix, onde vários grandes chefs (incluindo os brasileiros David Hertz do projeto Gastromotiva e Alex Atala) preparam pratos com alimentos que seriam descartados e servem para os menos favorecidos.

"No princípio era o pão amanhecido. Pilhas e mais pilhas de pães de couvert, que voltavam para a cozinha intactos e que, fatalmente, iriam parar no lixo. O pão, grande símbolo da união ao redor da mesa, inspirou Massimo Bottura, maior expoente da gastronomia italiana contemporânea e dono da Osteria Francescana, a pensar em uma espécie de galpão-refeitório que servisse comida aos menos favorecidos." Este refettorio funciona hoje também no Rio de Janeiro/RJ.

Vamos juntos 🙏 Começando com o que esta ao nosso alcance, dentro da nossa casa 💚🌿

#desperdidciodealimentos #fome #zerodesperdicio #desperdiciozero

Posts em Destaque
Posts Recentes